quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Expressões úteis da língua japonesa


Bom dia _ Ohayo Gozaimasu
Boa tarde_ konnichiwa ( o w sempre tem som de u)
Boa noite_ konbanija
Boa noite ( despedida) Oyasuminasai
Adeus, até logo_ sayonara
Até amanhã_ mata ashita
Muito obrigado_domo arigato (formal)

" " " " _domo arigato gozaimashita ( forma polida, para algo que já aconteceu)

" " " " _domo arigato gozaimasu ( forma polida para algo que está acontecendo)
Não há de que_do itashimashite
Muito prazer em conhecê-lo_hajimemashite dozo yoroshiku
Como vai ( o senhor)_ogenki desu ka
Estou bem_hai, genki desu
Há quanto tempo_shibaraku desu ne
De lembranças a... _ ... ni yoroshiku
Espere um momento_choto matte kudasai
Com licensa_sumimasen
Desculpe-me_gomennasai
Por favor (dar favor)_ dozo
Por favor(pedi favor)_onegaishimasu
Parabéns_onedeto gozaimasu
Saúde_kanpai
Que pena_zannen desu ne
Meus pêsames_okuyami moshi agemasu
Sim _hai
Não_lie

Números:
1_ichi
2_ni
3_san
4_shi, yon
5_go
6_roku
7_shichi, nana
8_hachi
9_kyu, ku
10_ju
11_ juichi
12_ juni
20_niju
21_ nijuichi
22_ nijuni


30_ sanju



Algo a respeito da pronúncia japonesa

Nós que praticamos artes marciais japonesas, principalmente nós que não somos japoneses temos dificuldade no que se refere à pronuncia e à tradução de termos marciais. Assim é de grande importância, a ideía de fazer e de deixar esclarecido algo bastante significante, pois no Nihongo, isto é, o idioma japonês, não existe plural, feminino e nem as letras V, L, X, F e Q. As palavras são desde a monossílabas, dissílabas e trissílabas com acentuação tônica na maioria das vezes sempre na última sílaba, e em alguns casos do meio para o final das palavras, como por exemplo: Ohayo Gozaimasu (ô-rraiô gôzaimásu) - bom dia; Hantei(rrântêi) - decisão; Sensei (sênsêi) - professor; etc.

Onde estiver: cha, chi, cho e chu
leia-se : tya, ti , tyo, e tyu
Exemplo : Chado, ichi, choku, chudan

Onde estiver: ge, gi, gya, gyo, gyu
leia-se : gue, gui, guiá, guiô e guiú

Onde estiver: ra, re, ri, ro, ru, rya, ryo e ryu
leia-se : sempre com o R fraco (exemplo: areia)

Onde estiver: sa, se, so e su
leia-se : com som de duplo "S"; ssa, sse, sso e ssu

Onde estiver: zu
leia-se : dzu

Onde estiver: ji, jo e ju
leia-se : dji, djo e dju

Fonte: Budo no Jiten (Dicionário Técnico de Artes Marciais Japonesas) de José Grácio; Aikido - técnica e filosofia de Ernesto Cohn


sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Jion

O Jion é originário da região de Tomari, ilha de Okinawa. Encontramos o seu nome Jion em muitos documentos chineses antigos. Também é possível que alguma arte marcial chinesa tenha sido transmitida por pessoas ligadas a um templo chamado Jion. Esse kata contém em si a harmonia perfeita e seus movimentos calmos ocultam um espírito forte.
É apropriado para levar ao domínio dos movimentos giratórios e da mudança de direção, e não inclui nenhuma técnica particulamente difícil. Adotando várias posições encontradas em Heian e Tekki, pois é valiosíssimo para dominar tempos rápidos e lentos. Como também aprender os fundamentos dos movimentos simultâneos de braços e pernas, executados durante a mudança de direção.



video


Gankaku

O Gankaku é um kata originário da região de Tomari, ilha de Okinawa, muito antigo. Este kata era chamado de Chinto e seu nome atual,"Grou sobre a rocha ou a Garça pousada na pedra",deriva das posturas muito semelhantes da Garça ou do Grou. Porque a Garça ou o Grou, apoiados numa só perna, sobre a rocha, está prestes a lançar-se sobre o inimigo. Nessa posição, o praticante deve ter a sensação de inibir e subjugar os movimentos do adversário.
Tendo o yoko geri keage como seu núcleo especial, esse kata não se compara a nenhum outro. Ele é apropriado para o praticante dominar o equilíbrio enquanto se põe sobre uma perna só e simultaneamente contra-ataca com um chute lateral e com o dorso do punho. Esse kata é praticado por várias escolas como: Shito-ryu, Wado-ryu e Shorin-ryu. Alguns estilos como o Shotokan, o pratica sob outras denominações como Gankaku (nomeado pelo mestre Gichin Funakoshi).
video


Enpi

O Enpi foi criado na região de Tomari, ilha de Okinawa, originando-se do Kenpo. O nome anterior desse kata era Wanshu e o significado do nome Enpi"andorinha voadora", está no golpe ascendente no nível superior ( jodan age zuki) e no ato de saltar e golpear ao mesmo tempo em que o praticante agarra o oponente e o puxa. Todos esses movimentos sugerem o voo alto e baixo da andorinha. O nome Enpi também se aplica à inversão de direção, que é como voar. Esse é um kata leve e fácil, enérgico e perspicaz.
Num confronto com o adversário, ao ser agarrado pela mão, o praticante pode descobrir técnicas e aberturas, induzir o oponente a atacar, e pode ainda aprender com a mudança de táticas.
video


Hangetsu

Originário da região de Naha, ilha de Okinawa, esse kata no curso do seu desenvolvimento, inicialmente chamado Seishan, passou a ser conhecido como Hangetsu (meia lua). Devido aos movimentos semicirculares das mãos e dos pés, com os quais o kata é realizado.
São características desse kata as técnicas rápidas e lentas, os movimentos de mãos e pés coordenados com a respiração e o deslizamento dos pés são sempre úteis para que o karateka se insinue entre as pernas do oponente, atacando e pertubando o equilíbrio dele. Os movimentos com deslizamento dos pés no Hangetsu são mais eficazes para ataques de perto.
video


Jitte

Originário da região de Tomari, ilha de Okinawa, é praticado por diversas escolas de Karate, como: Shito-ryu, Wado-ryu, Shotokan etc. O seu nome quer dizer "dez mãos". Outros mestres alegam que a suas formas de yama gamae (postura da montanha) lembram as formas de um jitte ( arma suplementar de defesa usada pelos samurai). A ideia implícita na palavra Jitte é que o domínio desse kata deve capacitar o praticante a realizar a ação de dez homens. Ele ensina técnicas que permitem enfrentar ataques desferidos com armas, especialmente bastões.
Um bloqueio vigoroso exige o domínio completo de vários pontos importantes encontrados também no kata Heian Sandan, como o papel fundamental dos quadris na concentração da força. O kata Jitte ajuda a fortalecer os ossos e os tendões; também ajuda a compreender a importância de se manter certa tensão nas partes laterais do tórax. Como também saber controlar essa tensão, por exemplo, ao girar o tronco depois de bloquear, ao derrubar o oponente ou agarrar o adversário a força.
video


quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

kanku Dai

O Kanku Dai é um kata originário da região de Shuri, ilha de Okinawa, praticado pela escola Shotokan. O siginificado do seu nome quer dizer olhar para o céu. Esse é o kata cuja apresentação Gichin Funakoshi mais gostava de ver, pois era o seu kata preferido.
Era dito pelos antigos mestres que deste kata, sensei Itosu, criou os cinco kata da série Heian. O Kanku Dai é um dos kata mais longo do Karate e o seu nome atual deriva do primeiro e segundo movimentos, olhando para o céu. Seu nome anterior, Kushanku, deve a sua origem a Kung Siang Chun, membro de uma missão diplomática durante a dinastia Ming; e especialista em arte marcial chinesa. Esse kata está dividido em dois, a saber: Kanku Dai e Kanku Sho. Existem outros similares com seus nomes antigos, Kushanku Dai e Kushanku Sho, praticados por outras escolas como Shorin Ryu, Wado Ryu, Shito Ryu etc.
Com esse kata, o praticante aprende a se defender de uma variedade de ataques desferidos por diversos adversários, provenientes de quatro e até oito direções,pois ele é rico em variações.
Naturalmente, ele compreende técnicas de tempo rápido e lento, a dinâmica da força e a expansão e contração do corpo. Dele o praticante tem que dominar as mudanças de direção, o salto e queda.
video


quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Bassai Dai

Bassai Dai é originário da região de Shuri, ilha de Okinawa, praticado pela maioria dos estilos, como: Wado-ryu, Shotokan, Shorin-ryu etc. Esse kata possui outras variações e denominações diferentes por se tratar de uma forma antiga e influênciada por muitos mestres da época, como: Matsumura no Passai; Tomari no Passai; Passai Dai; Bassai Dai; e Bassai Sho.
O kata Bassai recebe esse nome porque pressupõe o espírito e a força necessários para investir contra o inimigo. Ele precisa ser cheio de vitalidade, mas se não tiver uma dignidade imponente, suas características especiais não se manifestarão. Bassai é uma joia preciosa entre os kata Shotokan. Depois de aprender os fundamentos com os kata básicos, este deve ser dominado a todo custo. Aprenda a usar os opostos: tranqüilidade e agilidade, força e mudança, técnicas rápidas e lentas, leves e pesadas da força, pois do contrário o kata não será eficaz.
O seu significado quer dizer atravessar a fortaleza, destruir a fortaleza e entrar em uma fortaleza. Derrubando e superando os seus obstáculos, com golpes que pela sua potência têm em essência o poder hipotético de derrubar os muros da fortaleza do inmigo.
As suas técnicas representam repetidas mudanças de bloqueio com os braços, contendo técnicas de agarrar, puxar e pisar. Representando ainda vários movimentos onde o estudante troca as posições de desvantagem em vantagem. O Bassai Dai é um kata que materializa a força de vontade criando a força interior.

Aqui se segui o Bassai Dai em sua forma e depois o mesmo kata realizado em bunkai.
video video



A série de kata Tekki


Tekki
A série originou-se também como a série Heian na região de Shuri, esta série também são kata básicos. No entanto, a execução desta série é indicada para estudantes avançados.
Nos kata Tekki, o estudante deve adquirir a dignidade e a força das técnicas do Karate e, mais que isso, deve-se dominar a dinâmica, a força propulsora que vem com a prática; com o propósito de fortalecer os quadris e as posturas.
Quanto ao significado há algumas traduções do seu nome com significados diferentes como cavaleiro de ferro ou andar a cavalo.
Tekki Shodan
A linha de atuação na série de kata Tekki é a linha reta, com os movimentos sendo executados para os lados. Se a postura de pés cruzados não estiver correta, a linha de atuação tende a inclinar-se para a frente. Portanto, o rítmo da mudança do peso do corpo e do alinhamento dos dedos de ambos os pés é importante. Qualquer que seja o movimento, a postura em kiba-dachi não deve ser alterada. E quando se executam técnicas para os lados, o corpo, dos quadris para baixo, tem que estar voltado para a frente. A posição é de quem monta a cavalo, logo é muito importante que seja forte e estável. A atitude do praticante deve ser de determinação e eficiência. Para as técnicas especiais de chute, como o chute ondulante ( nami-gaeshi ou nami-ashi ), os quadris precisam estar bem posicionados.
Tekki Nidan
Com esse kata, domina-se a diferença entre o bloqueio agarrando do nível médio ( tsukami-uke ) e o bloqueio em gancho do tekki shodan ( kake shuto-uke ), pois é muito importante fazer uma distinção clara entre os dois bloqueios. O bloqueio para baixo e para o lado, com o dorso da mão para baixo ( gedan-uke ), pode ser muito fortalecido colocando-se a mão do outro braço apoiando o cotovelo do braço que bloqueia.
Tekki Sandan
O domínio da rápida regulagem do tempo é necessário para os bloqueios alternados ( gedan-barai e uchi-uke ). Domine a postura em kiba-dachi e dos pés cruzando quando estiver deslocando-se em kiba-dachi, sempre alinhando os dedos para não sair da linha de atuação (enbusen). Com este kata pode-se aprender os pontos chaves do bloqueio contínuo e alternado de nível intermediário. Não importa quão rápido seja o desempenho, a posição deve ser de força e firmeza, como nos outros kata tekki.

Agora veja a sequência de kata da série tekki, e mais adiante os mesmos kata sendo executados em bunkai.


video video video video video video


A série de kata Heian

Heian


A série de kata Heian é originária da região de Shuri, ilha de Okinawa, o significado do seu nome quer dizer" paz e tranquilidade". Esta série é também praticada por várias escolas de linhagem similar. O nome da série tem origem no Período Heian japonês, por volta de 794 a 1192. O Período Heian surge com a transferência da capital para Kioto, de modo que nasce um dos períodos de grande desenvolvimento artístico que dura até 1192.
Esta série foi desenvolvida pelo mestre Yasutsune Itosu, conhecido como punho sagrado, o qual foi mestre de Gichin Funakoshi. A título de curiosidade é importante saber que esta série quando foi criada, denominava-se Pinan. Como sabemos, o mestre Gichin Funakoshi, posteriormente mudou o nome de vários kata, os quais possuíam seus nomes em chinês. Como por exemplo o Kushanku, que é conhecido também por Kanku-Dai. Pela execução dos kata da série Heian é necessário dominar os princípios, fundamentos e habilidades indispensáveis ao karate. Portanto, a série Heian é o princípio para o domínio das técnicas básicas e posteriormente para a execução de kata mais avançados.
Heian Shodan
Heian Shodan compõe-se de técnicas básicas de bloqueio: gedan barai, jodan age uke, chudan shuto uke e a técnica de soco oi-zuki. As posturas empregadas são zenkutsu-dachi e kokutsu-dachi. Também inclui o método de contra-ataque kentsui tate mawashi-uchi quando o seu pulso é agarrado por um adversário. As coisas mais importantes a serem dominadas neste kata são a inversão de direção e o movimento das pernas. Como esse é o primeiro kata a ser aprendido, é importante treiná-lo em movimentos com os pés e seguindo a linha de atuação (enbusen). Atenção, é muito importante que você objetive o domínio da posição frontal e dorsal, enquanto se familiariza com os aspectos essenciais do soco oi-zuki.
Heian Nidan
As técnicas praticadas no Heian Nidan são o bloqueio (hidari haiwan ridari sokumen jodan yoko uke ( bloqueio do nível superior para o lado esquerdo com o lado de cima do antebraço), mae-geri keage ( chute frontal ascendente ) e o ataque simultâneo com yoko-geri keage e migi uraken jodan yoko mawashi-uchi ( golpe indireto horizontal no nível superior com o dorso do punho direito e chute lateral ascendente). Para que esse ataque simultâneo seja vigoroso e eficaz, o kamae no sétimo movimento tem que ser perfeito. Para realizar esse movimento sobreponha o punho direito sobre o punho esquerdo, forme um eixo com a perna de apoio, os quadris e a cabeça, ao mesmo tempo que você levanta o pé que chuta até o joelho da perna de apoio enquanto gira os quadris. É também importante o domínio perfeito da inversão de direções e a tomada da posição inversa ( gyaku hami) semivoltada para a frente, começando da mesma posição. Aqui empregamos hidari chudan uchi-uke, mae geri keage e gyaku zuki em um único movimento.
Heian Sandan
O Heian sandan consiste em bloqueios alternados, do nível médio para o inferior, (migi chudan uchi-uke e hidari gedan barai). bloqueio com o cotovelo (hidari enpi yoko-uchi), golpe com o dorso do punho ( migi uraken migi sokumen tate mawashi-uchi), chute triturador (fumikomi) e outras técnicas. São de especial importância: treinar na postura kiba dachi e dominar a técnica de deslocamento dos pés ( yori-ashi) no final do kata.
Heian Yondan
As técnicas no Heain Yondan são o bloqueio , ryo ken gedan juji uke, morote uke, kakiwake uke e chudan shuto-uke. E golpes com migi shuto soto mawashi-uchi, mae geri keage, uraken tate mawashi uchi, mae enpi uchi e hiza geri. Várias técnicas de bloqueio e arremate podem ser aprendidas com esse kata, por exemplo, saltar levemente a frente para um golpe semicircular vertical, com o dorso do punho, depois de ter realizado um mae geri keage ( chute frontal ascendente ). Para isso, é preciso que se tenha ótimo equilíbrio na postura kake-dachi ( posição de pés cruzados).
Heian Godan
Nesse kata, é usada uma postura especial do antebraço, a postura da água corrente ( mizu nagare). Este kata é usado para golpear. Não se esqueça de que o antebraço e o tórax devem ficar paralelos. É importante dominar o equílibrio, como ao assumir a postura de pernas cruzadas ( kake-dachi) ao aterrissar de um salto. No Heian Godan, as técnicas incluem mizu nagare, jodan juji-uke, gedan juji-uke, nagashi-uke, morote-uke, chudan osae-uke, chudan uchi-uke e kake shuto-uke. Enquanto que os golpes são oi-zuki, shuto gedan uchi komi e mikazuki-geri. As posturas usadas são zenkutsu-dachi, kiba-dachi, kokutsu-dachi e kake-dachi.

Aqui se segui a série Heian.

video video video video video

Aqui temos a série Heian sendo praticada incluindo-se bunkai. E por último Yoshiharu Osaka com praticantes da JKA.

video video video video video video


terça-feira, 6 de janeiro de 2009

O Espírito do Karate


Um bom praticante de Karate é o que possui inteligência para compreender aquilo que lhe ensinam; paciência para ensinar o que aprendeu aos seus semelhantes e fé para acreditar naquilo que não compreende.
Quem teme perder já está vencido. Somente se aproxima da perfeição quem a procura com constância, com sabedoria e, sobretudo, com muita humildade
Saber cada dia mais e usar todos os conhecimentos, todos os dias, para o bem: esse é o caminho dos verdadeiros homens.
Quando você verificar, com certeza, que não sabe nada, terá feito seu primeiro progresso no aprendizado.
Nunca se orgulhe de ter vencido um adversário, porque aquele que foi derrotado por você poderá te derrotar amanhã.
A única vitória que perdura é a que se conquista sobre a própria ignorância.
A fraqueza é susceptível; a ignorância é rancorosa; o saber e a força dão compreensão; aquele que compreende perdoa.
O corpo é uma arma cuja eficácia depende da precisão com que se usa a inteligência.
Praticar Karate é ensinar a inteligência a pensar com velocidade e exatidão, e ao corpo a obedecer com justeza.
Ter tanto entusiasmo e interesse pelo sucesso alheio como pelo próprio.
Viver na certeza de que o mundo estará ao seu lado enquanto você dedicar ao mundo o que há de melhor dentro de si mesmo.
Muitas pessoas se soubessem compreender, lendo com atenção o que está escrito, e meditando a respeito do Espírito do Karate diriam: Eu deveria ter nascido um verme e não um homem.

Aqui transcrevo o espírito do Karate-Do em memória do mestre Oswaldo Duncan, cujo mestre enfatizou a importância do caráter. Sabe-se que sempre lembramos de mestres orientais com seus grandes feitos. No entanto, não podemos esquecer dos valorosos mestres ocidentais, pois há homens dignos de honra e mérito. Como dizia Muniz Sodré acerca do mestre Oswaldo Duncan,"Oswaldo Duncan é além de tudo isso, um excelente amigo - desses que cavalgam ventos e tempestades".