quarta-feira, 13 de maio de 2009

A técnica olho de tigre

O olho de tigre é uma expressão empregada para indicar a visão periférica, ou a capacidade de ver tudo que está à sua volta; sem mover os olhos nem mexer a cabeça. Essa técnica é muito útil quando você estiver frente a frente com um ou mais oponentes. Quando desenvolvida aprimora a percepção e o desempenho. Se você conseguir captar tudo que está a sua volta, a possibilidade de ser surpreendido por um ou mais oponentes será praticamente nula. Quando você tiver desenvolvido a visão periférica, todos que estão à sua volta serão percebidos, sem que você tenha a necessidade de mover os olhos ou a cabeça. Mas para desenvolver o olho de tigre é necessário meditar numa postura que seja bastante confortável. Há diversas posições diferentes para meditação ( ou concentração num pensamento específico com vistas a um objetivo determinado). Todas as posições de meditação têm suas vantagens intrínsecas, porém algumas são muito difíceis, e por isso utilizaremos uma posição simples e eficaz chamada em ioga meio lótus. Sente-se no chão com as pernas cruzadas à frente do corpo. Coloque a perna direita primeiro, e cruze a esquerda sobre ela. Esforce-se para que os joelhos fiquem bem próximos do chão, com as costas, a coluna e o pescoço em linha reta. Talvez você sinta um certo desconforto nessa posição por ainda não ter a flexibilidade necessária. Afim de aumentar a flexibilidade necessária, pratique com seriedade os exercícios de alongamento para que você alcance um grau de flexibilidade ideal. No entanto, se a sua falta de flexibilidade for decorrência de você não está praticando os exercícios há bom tempo, você poderá usar outra posição. Como por exemplo, sentar numa cadeira de costas retas até adquirir a flexibilidade necessária para a posição de meio lótus. Agora vamos ao treinamento do olho de tigre, o qual você iniciará ao assumir a posição de meditação do meio lótus. Fixe os olhos num ponto qualquer em linha reta à sua frente. A princípio, você deve colocar as mãos acima da cabeça, com os dedos formando um triângulo ( as pontas dos dedos indicadores e polegares se unindo) e depois baixá-las lentamente à frente dos olhos. E por conseguinte focalize o seus olhos num ponto escolhido à frente, não afaste os olhos desse ponto. Em seguida , coloque as mãos sobre os joelhos, com as palmas para cima e o polegar e o indicador unidos. Agora você está pronto para praticar o olho de tigre. Você perceberá logo que estando os olhos voltados para um ponto em linha reta à sua frente, sem se focalizarem num objeto determinado, todo o campo de visão pode ser observado. Porém se você movimentar os olhos lateralmente com muita rapidez - ou a cabeça de um lado para o outro apressadamente - tudo ficará sem distinção e você não verá nada direito. Se você já usou uma câmera para fotografar imagens por exemplo, deve saber que às vezes é necessário ajustar o foco da lente, para que a imagem fique nítida, ou seja; obter uma imagem clara e limpa sob o foco da lente. Assim é o olho de tigre, quando você estiver em foco verá claramente e estará meditando, lembre-se mantenha a respiração lenta e profunda; inspire pelo nariz e expire pela boca. O olho de tigre também é muito útil quando estamos treinando kihon e kata, pois quando você assim praticar estará meditando em ação. Um soldado nas forças especiais, treinado com a função de caçador olha apenas para as árvores, e por isso é capaz de perceber o mais leve movimento sem se preocupar em olhar para um galho em especial. A técnica do soldado tem o mesmo princípio do olho de tigre, pois o tigre quando caça não é percebido pela presa. Imagine que o campo de visão seja um pequeno quadro. Você terá condições de ver o quadro inteiro perfeitamente, desde que não movimente a cabeça ou os olhos de um lado para o outro. Assim a visão será clara e o corpo pronto para reagir. Essa técnica pode ser muito bem empregada em zanshin ( estado de alerta constante), com a mente calma e serena nada esperando e a tudo reagindo. Com a prática você desenvolverá seu sexto sentido, aprimorando a sua percepção, e que por sua vez, numa luta frente a frente com o oponente, você será capaz de decidir tudo ao perceber o momento oportuno. Logo procure evitar olhar de canto de olho, porque é possível que você consiga perceber um ataque à sua pessoa, porém o corpo não estará numa posição de defesa. O melhor seria posicionar o corpo e olhar o atacante de frente. Você pode praticar o olho de tigre andando em vias públicas. Basta que você olhe firme para a frente e não movimente os olhos. Você verá todas as pessoas indo e vindo ao seu redor, você acompanhará o movimento à direita e à esquerda. Você se sentirá calmo (a) e ouvirá sons que não ouvia antes, você estará praticando a visão periférica, como também tranquilizando os seus nervos e acalmando a sua mente. Saiba que os tigres em seu hábitat, são experientes caçadores graças a sua visão periférica. Um tigre quando caça possui concentração extraordinária, focalizando a sua presa, esperando o momento oportuno. Tal como o tigre com sua visão periférica, assim também deve ser o karateka. Portanto, olhe, pense, sinta, haja e ruja como tigre; porque nós somos tigres. Seja forte e tenaz como o tigre, pois com o tempo os efeitos da prática cumulativa surgiram. Porque até os filhotes de tigres precisam aprender com seus pais técnicas para serem extraordinários caçadores.

Fonte: O fim das lesões de Theodore L. Gambordella e adaptado por sensei Rogério Santos com sua esperiência pessoal.



6 comentários:

  1. Adorei este artigo!
    Julgo que a visão periférica é a que devemos ter sempre perante "este mundo das artes marciais". Não devemos ter as nossas mentes fechadas em pequenos casulos e pensar que já sabemos tudo, ou que só podemos saber o que nós achamos que está certo. Há ainda muito por descobrir e sempre cada vez mais.
    Sozinhos nunca seremos ninguém, sobretudo no início de um eventual projecto! O pensamento será este.
    E espero que lhe possa pedir este artigo emprestado, e claro, colocarei no final o seu nome como autor deste texto adaptado por si. Espero que todos coloquem os olhos(a bom ver) neste fantástico Blogue, porque considero-o cada vez mais completo e digno de ser visualizado todos os dias.
    Abraço Sensei Rogério, e já agora, obrigado por tudo, sobretudo pelos bons ensinamentos(conselhos..)que me tem concedido.
    Obrigado.OSS!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Diogo pelo reconhecimento,você é um bom seguidor do caminho das mãos vazias.

    ResponderExcluir
  3. muito obrigado pelo ensinamento a través desse artigo, treinarei-0 e aperfeiçoarei-o.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Neilton! Saudações! Parabéns pelo seu esforço,desejo sucesso para seu aperfeiçoamento.Oss!

    ResponderExcluir