terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Kata a essência do Karate

Os kata são combinações lógicas de técnicas de bloqueio, soco, golpe e chute em certas combinações determinadas. Cerca de cinquenta kata são praticados atualmente, alguns dos quais foram passados de geração em geração, enquanto outros foram desenvolvidos recentemente. Os kata geralmente são divididos em duas amplas categorias. Uns são apropriados ao desenvolvimento físico, ao fortalecimento dos ossos e músculos. Apesar de serem aparentemente simples, eles requerem tranquilidade para serem executados e exibem força e dignidade quando executados corretamente. Enquanto outros kata são específicos para o desenvolvimento de reflexos rápidos e da capacidade para mover-se rapidamente. Todos os kata requerem e cultivam o ritmo e a coordenação. O treinamento em kata é tanto espiritual quanto físico. No que se refere ao espiritual, nos conduz ao aperfeiçoamento do caráter, trabalha o temperamento e nos dá auto-estima. Como também a cortesia, pois sem cortesia não há respeito mútuo entre os seres humanos. O Mestre Gichin Funakoshi , sempre lembrava frequentemente que sem cortesia o Karate perde o seu espírito. Se entre pessoas não se pratica a gentileza se perde o amor ao próximo. Isto é rei, o qual costuma significar respeito mútuo. No entanto, vai muito além de simplesmente ter respeito e bom comportamento. É necessário ter sinceridade em seu coração para que o verdadeiro respeito mútuo seja real. Porque sem rei, segundo Mestre Funakoshi, nos igualamos aos animais. E também sem rei o caos e a desordem se manifestam. Enquanto ao kata no seu valor físico somente o treino contínuo e regular mostrará os efeitos cumulativos com a prática. Na execução do kata, o karateka deve exibir coragem e confiança, mas também humildade, gentileza e um senso de decoro, integrando assim o corpo e a mente numa disciplina singular. Quando você praticar kata toda vez que fizer uma inclinação tenha em mente que o Karate começa e termina com a cortesia. Sem a cortesia não há como ter o verdadeiro rei, pois o mesmo está relacionado com sua auto-estima. Quando você tem auto-estima você transfere esse sentimento para todos que estão à sua volta, isso é rei. O primeiro princípio do Karate ensinado por Mestre Funakoshi é que o Karate começa e termina com rei. Podemos conhecer um praticante de Karate quando executa um kata. Se ele faz com tenacidade e força como o tigre ou se faz sem expressão alguma, sem força. É através do kata que você pode conhecer a sí mesmo, porque se você o faz sem atenção, desatento ou sem conteúdo emocional. Isso revela o quanto você tem uma personalidade fraca. Mas se você o faz como se a sua vida dependesse dele, a execução do seu kata será como uma luta real. Infelizmente alguns pensam que kata é uma mera coreografia e que serve apenas para suar o corpo. O kata é mais que isso é como ler um texto em algum livro. À primeira vez você lê o texto, ainda não está claro , à segunda vez que você o lê estará adquirindo mais entendimento e interpretação. E a cada vez que ler e meditar a respeito desse texto você estará ultrapassando a superfície das entrelinhas, e absorvendo o desconhecido. Assim é também em kata, se você o praticar com dedicação e na prática buscar qualidade no que faz, aprenderá muito com o kata, pois você o fará cada vez mais com perícia técnica. Por essa razão o kata é a essência do Karate. E quando você entender plenamente o kata que estuda e pratica você estará dando forma ao seu Karate. Porque o seu Karate vem do coração, pois em seu coração você encontrará a forma certa. É como podar uma árvore bonsai, a qual você dará forma com bom gosto da sua inspiração.

Fonte: o melhor do Karate do Mestre Masatoshi Nakayama, vol. 5
Aqui também incluo a minha experiência e compreensão adquirida com o treinamento , estudo e aprendizagem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário